Buscar
  • Marcelo Camargo

Motivos para não fazer "apenas rodagens" em Janeiro

Sem enrolação, vamos logo derrubando um mito na corrida:

Nem todo ciclo de treinamento começa em Janeiro!

Pense!

Alguns corredores farão Maratona em Abril, como por exemplo a Maratona de Boston e a Maratona de São Paulo.

Só isso, justificaria centenas de postagem de corredores incentivando aos demais a fazerem apenas rodagem em Janeiro.


Corredores com metas diferentes, têm ciclos de treinamento também diferentes.


Corredores que estão em preparação para provas alvo nos próximos 3 meses estão realizando treinos intervalados, fartleks, longos, ritmos!


E os corredores que iniciam um novo ciclo em Janeiro, o que fazem?


Se você fizer apenas rodagens em janeiro, perderá a velocidade adquirida no ano que passou e por essa justificativa precisamos manter a intensidade através de treinos intervalados .


Treinos intervalados estão intimamente relacionados com ganhos de velocidade. E queremos estes ganhos em todos os períodos do ano.


Deixar de fazê-los, é perder condição física e nos próximos meses recuperar o que perdeu, para só então progredir.

Isso é perder tempo, você já poderia estar mais à frente se mantiver treinos intervalados desde já!

Isso quer dizer que o corredor não tira férias?

Para ter períodos de recuperação pós ciclo de treinamento e pós conclusão de prova alvo (final de ano), podemos optar por reduzir a demanda para o organismo, reduzindo outros componentes da carga de treinamento, não sendo necessário uma redução elevada da intensidade (velocidade). Podemos reduzir o volume (quilometragem diária e semanal), podemos reduzir a frequência semanal (sessões de treinos) e podemos reduzir a duração (tempo) dos treinos.


Note que manipulamos 4 componentes de carga, mas não retiramos nenhum.

Excluir um componente, qualquer que seja, é abrir mão das adaptações positivas provocadas pelo treinamento e então sofrer as consequências do destreinamento (piora do rendimento) Não posso voltar a fazer intervalados somente em Fevereiro?


Se fizer isso, estará atrasando o início do ciclo, se o objetivo for uma maratona em junho ou julho, teremos apenas 4 meses efetivos de preparação. Sendo que poderíamos ter 5, e diluir os aumentos de volume em alta intensidade.


Se pretende ser um corredor melhor no ano que inicia, comece desde já a utilizar o princípio da variabilidade que nos proporciona utilizar métodos diferentes no treinamento da corrida para não ficar estagnado, mas sim evoluir , adaptar e melhorar.

Faça diferente!

Fazer somente rodagens, será apenas mais um corredor entre milhares.

Seja diferente, evolua diferente!

Use a ciência do treinamento esportivo a seu favor.


Texto elaborado pelos treinadores Marcelo Camargo e Pedro Bianchetti


Prof. Marcelo Camargo

Treinador da MCT


Prof. Pedro Bianchetti

Fortalecimento para Corrredores




92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
ARTIGOS (Blog)